domingo, 28 de junho de 2009

O asno e a carga de sal - Esopo

O asno e a carga de sal

Um asno carregado de sal atravessava um rio. Um passo em falso e ei-lo dentro da água. O sal então derreteu e o asno se levantou mais leve. Ficou todo feliz. Um pouco depois, estando carregado de esponja às margens do mesmo rio, pensou que se caísse de novo ficaria mais leve e caiu de propósito nas águas. O que aconteceu? As esponjas ficaram encharcadas e, impossibilitado de se erguer, o asno morreu afogado.

Algumas pessoas são vítimas de suas próprias artimanhas.


Esopo

2 comentários:

Marinho, F. disse...

Eu acredito nisso. Mas fiquei com pena do asno. ¬¬'

:///

E, tipo, já percebeu que a gente também pode escorrer em armadilhas de nossa própria escrita?

Dizer uma coisa dentro da história e burlar alguma coisa mais pra frente... É o cúmulo da criação.

Huahua...

Tem q ter muito cuidado.

Cheirooos!

http://espelhoinverso.blogspot.com/

Lívia disse...

Oh, Carol
I am bit a fool