quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Pendência - Caroline Mendes

Pendência


Oh, que bom que existe

A pendência, que ficou,

Assim tenho a certeza

De que ainda não acabou


Este castelo de areia

Que é sempre desmanchado

Quando vem o mar

Derrubando-o, tão bravo.


Assim o castelo fica à deriva

Esperando que uma menina

Venha, e reconstrua

Sua forma, arquitetura.


E, se ela for amiga,

Poderá ter a ajuda

De um menino, nas medidas

Do castelo, da escultura.


Caroline Mendes

Um comentário:

Arruma Blog | Cria [em] Ação disse...

Legal. Ela ficou simples, bem estruturada ao meu ver e com um belo sentido.

Ja faz um bom tempo que não escrevo minhas rimas... sinti muita falta delas. Acho que minhas palavras devem estar sentido falta de minha pessoa. Obrigado pelo que seu post me fez pensar.

Rafa | Arruma Blog