sábado, 26 de setembro de 2009

O jardineiro - Caroline Mendes

O Jardineiro

O jardineiro, cuidadoso,
Tinha as mais belas flores
Seu jardim sempre crescia:
Muitas rosas, muitas cores.

Uma noite, porém, bastou
Para que tudo desabasse.
Quem matou as suas rosas 
Foi uma grande tempestade.

O jardineiro, muito velho, 
Estava sozinho a dormir
E no dia seguinte àquele
Não viu mais seu jardim.

Foi durante a tempestade
Quando seu jardim morria
Que o velho suspirava:
Ele também partia!

Caroline Mendes



Pintura de Monet

2 comentários:

Bruno disse...

POw Ki Poema tOp...

Adoreiii...

Até Salvei ele aki...

D +


http://puroqi.blogspot.com/

Nova Quahog disse...

É O JARDINEIRO FIEL!