quinta-feira, 10 de setembro de 2009

O que eu sinto - Caroline Mendes

O que eu sinto


Não perderei o que eu sinto:

É algo ainda não desvendado

É mais forte que o amor,

Por mim foi criado.


O amor é mutante, fraco,

Mas o que eu sinto...

Oh, isso não, meu bem.

Veja que eu não minto:


Mentirosa nunca foi

A voz de meu ser.

Passarão anos e anos

E o que sinto não perderei.


Caroline Mendes


"Sunrise", por Claude Monet



5 comentários:

Allan ( tonin) disse...

Eu realmente adoreeeiii!

=]

Ronaldo Santos disse...

Lindo,

Simples e lindo.

Parabéns!!!

Ariane Martins (: disse...

Vi teu blog em algum lugar e resolvi ler. Muito bom os seus textos, você escreve bem demais. Parabéns! Beijos.

, Miima disse...

O sentimento é realmente muito forte!!

Não vou mais precisar ler Florbela ESpanca,
é só vir em teu blog e lerei poesias igualmente sensitivas e nem um pouco piegas.

Beeeijos

mateus disse...

Me lembrou muito a quela velha questão: "o que realmente a pessoa é".Eu acho muito bom o sentimento que a pessoa trás consigo dela mesma, de não perde aquilo que nos realmente somos ao passar do tempo.
Achei legal também