sábado, 2 de maio de 2009

Perfume - Caroline Mendes

Perfume

Existia, n’algum lugar,
Um perfume estranho;
Diziam ser castelhano
E feito em alto mar,

Pelas mãos d'um alquimista
Que esmagava muitas flores,
De todas as lindas cores
Que trazia das Antilhas!

Isso faz lembrar do nosso amor,

numa ardência, porque o perfume,
feito de misturas loucas, afinal
Combinava em sua essência!

Mas, por um descuido, por tão pouco!
Caiu, derramou-se sem resistência,

Fazendo-me chorar, num grito rouco...

Caroline Mendes

Alquimista na Idade Média

6 comentários:

C. disse...

Muito bons os seus poemas, continue assim...
Agora que voltei definitivamente ao mundo dos blogs, estarei acompanhando mais blogs de qualidade como seu, voltarei com certeza mais vezes,Caroline.

www.conto-um-conto.blogspot.com

Vic Vivendo disse...

Linda poesia. Gostei de todas.
Parabéns.
Bjoss

Gabriel disse...

Ótimo Blog ;)

mateus disse...

Muito bonito
alguns amores são como perfumes, no começo cheira forte, mas se perde ao tempo.

Maria Luísa disse...

Que lindo seu blog e seu poema!!vc tem talento!!parabéns mesmo!!
(kando puder dah uma passadinha no meu)
mas vc tem mto talento mesmo

Lívia disse...

Gostei do seu blog, Carol
Seus textos são criativos e a combinação que cê faz usando as imagens é bem harmônica.
Sobre os perfumes castelhanos...são inebriantes