quarta-feira, 1 de abril de 2009

A raposa e as uvas - Caroline Mendes.


A Raposa e as Uvas


Uma raposa estava com muita fome e viu um cacho de uvas numa latada. Quis pegá-lo, mas não conseguiu. Ao se afastar, disse para si mesma:


- Estão verdes.


O homem que culpa as circunstâncias fracassa e não vê que o incapaz é ele mesmo.


Fábulas de Esopo, L&PM POCKET, pág. 125.


16 comentários:

Vanda disse...

Muito boa a reflexão sobre o texto!!! É verdade as vezes colocamos obstáculos maiores, ao invés de transpor aqueles pequenos em nossa frente!!!


beijão!

Chip disse...

se a raposa levar a culpa por mim.. ta de boa xD


http://fiqueiputo.blogspot.com/

Eu amo a E.Y. disse...

Pois é... posso trazer o seu post para a minha realidade. Muitas pessoas me dizem para desistir da EY porque "não é para ser".

Acho que desistir com esse argumento é a mesma coisa da raposa do seu post, que desiste porque não conseguiu e diz para si mesmo que as uvas estavam verdes.

Beijos!

Jonathan Flexa disse...

Existem outros mecanismos de defesa contra a frustração.
Apenas para abrir seu apetite, recomendo leitura de:
http://www.mouraocavalcante.net/Pages/Psy/Psy_01.html

Coyot disse...

Realmente eu já fiz isso...

C. disse...

Concordo com as suas palavras,
vou citar aqui aquela frase de um dos melhores filmes que eu vi "Little Miss Sunshine";
"Perdedores são aqueles que por medo desistem sem ao menos tentar"

www.casadobesouro.blogspot.com

Ingrid Silva disse...

Somos eternas Raposa Caroline, acontece que as vezes nos escondemos, por vergonha (de nos mesmo).

Belo tema de postagem!

forte abraço.

Bruno disse...

Gostei daquii!

Éter Na Mente disse...

O homem e seu próprio salvador ou algoz. Difícil e transitar nessa linha tênue entre um e outro. Se enganar pode te salvar por vezes ou te afundar de vez. A saída talvez seja aprender a conviver com fracassos e a não esperar demais o sucesso. Um e outro são efêmeros.
Abraços fraternais

Gabiih disse...

ée, as vezes somos imcapazes *o* eu mesma ja fiiz isso :s

http://gabiihfaquieri.blogspot.com/

Pedro Bandoli disse...

Cara, vou te dizer adorei o ppost, eu mesmo sou e sempre fui assim. só agora parei pra refletir! Alguns culpam a si mesmo, e acabam fracassando em todos os sentidos. Outros que culpam as circunstâncias, da mesma forma se prejudicam, não da mesma forma dos fracassados, mas se prejudicam. (de uma forma melhor, mmas se prejudicam.)
http://fato-cotidiano.blogspot.com/
Aceita parceeria!?
Valeu

Curti muito teu Blog! :D

cahierdemarie disse...

Esse tipo de desculpa, o conformismo, é um sentimento que não devemos alimentar.. eu gosto de saber q tentei.. e que me esforcei ao máx. para conseguir ou não o que queria.. as pessoas hj em dia sentem mto medo...

Viviane Righi disse...

Somos todos seres humanos, com muitas qualidades mas também com muitos defeitos, mazelas e até infantilidades... não tem como negar isso.

Cabe a todos nós tentar seguir um caminho mais reto na vida e policiar nossas atitudes, tanto para nós mesmos e quanto para com os outros...

Xandy Britto disse...

Talvez eu tenha sido raposa.

XB

Tom disse...

Oi sou da comunidade Escritores de Bolgs, vim comentar como o combinado.

Achei todos os post muito bem feitos e muito poéticos, mas esse aqui me chamou a atenção.

No ano passado eu peguei uma matéria na faculdade e infelizmente reprovei. É claro que o professor dificultou, ele era ignorante e não tinha didática alguma. Por causa disso eu disse que o motivo de eu ter reprovado era o professor. Fiquei o resto do ano todo reclamando e jogando toda a culpa no professor. Mas esse semestre que peguei novamente a matéria eu comecei a ver que se eu tivesse estudado mais, talvez eu tivesse passado. A culpa não foi 100% do professor. Ele dificultou, mas se eu tivesse me dedicado mais...

Yago Henrique disse...

Gosto muito dessa fábula, é questão de reflexão!
Adorei o blog, aliás!
____________________________

http://seguidordaspalavras.blogspot.com/