segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Saudade - C. Sednem


Saudade

Ah, quantas saudades carrega,
Minh’alma, tão sofrida...
Cansada de toda essa vida,
Que me maltrata e me nega:

Um pouco de felicidade,
Algum puro amor,
Uma fonte de calor,
Restando apenas saudade.

Minh’alma contorce em agonia
Pede um calor,
E grita por alegria,

Sinto n’alma essa dor...
Se eu pudesse, aos céus pediria,
Um eterno e profundo amor.


C. Sednem

Summer Interior (1909), por Edward Hopper.

3 comentários:

Chip disse...

Pra q pedir um amor dos ceus?
eu estou ak dãããã!

tb to com saudades
=]

Nuno disse...

Primeiro, quero te dar os parabéns pelo ótimo blog, o qual obviamente já estou acompanhando.
Assim, peço para acessares meu blog (http://in-utilidade-publica.blogspot.com), pois fostes indicada na minha lista-selo "top ten", do Olha Que Blog Maneiro.

Abração

Anônimo disse...

hi, new to the site, thanks.