domingo, 31 de maio de 2009

Livro - Admirável Mundo Novo

Nome original: Brave New World.
Nome traduzido: Admirável Mundo Novo
Autor: Aldous Huxley
Primeira Publicação: 1932
Gênero: Ficção Científica.
-------------------------------------------------
O livro Admirável Mundo Novo, escrito por Aldous Huxley e publicado em 1932, narra um futuro hipotético em que as pessoas são pré-condicionadas, ou seja, desde o nascimento são preparadas para agir de certa forma, o que as tornam dominadas pelo sistema em prol de uma aparente harmonia na sociedade. Porém nem todos aceitam essa forma de civilização, como Bernard, que vê o sistema de forma mais abrangente que as pessoas que convivem com ele.
.
As pessoas são apatentemente felizes, e qualquer dúvida ou insegurança que tenham, basta tomar meio grama de soma, uma droga sem efeitos colaterais. As pessoas levam vidas sem sentimentos intensos, como o amor, e isso faz parte do condicionamento. É muito estranho ver uma união durável. Isso chega a ser motivo de fofoca e dor de cabeça para as pessoas que fogem à regra.
.
Este livro faz com que o leitor possa refletir o meio em que vive, afinal, há quem diga que estamos perto de chegar num "Admirável Mundo Novo". Mas será essa a melhor forma de manter uma sociedade, baseada em futilidades? Que consequencias um sistema assim pode trazer às pessoas?
.



11 comentários:

ninainwonderland disse...

sempre tive curiosidade de ler esse livro, que só aumentou. já leu 1984 do owell? talvez você vai gostar. ^^

RodrigO [PortugA] disse...

Bem interessante o livro hein!
Boa dica, to terminando um e ja to pensando em qual será o proximo!
Cultura pura seu blog!
Parabens!

Juliovfn disse...

É impossível saber o que poderia ou não nos trazer coisas boas ou ruins mas quem sabe isso possa ser um passo a frente para melhorar a vida das pessoas.
Vlw por me seguir tbm vou te seguir

Rodox disse...

Eu to pra ler esse livro faz tempo e não consigo, é uma grande obra, e a resenha foi boa, vou ver se acho um po aki. Abraços

Lucas Vallim disse...

Eu tenho esse livro, me interesso muitíssimo pelo assunto, porém toda vez que o pego pra ler eu desisto logo no começo, não sei por quê. Talvez seja o começo, é um pouquinho chato, que são na maior parte só descrições de ambientes e costumes... Imagino que depois fique ótimo. Um dia o termino.

mateus disse...

Praticamente o livro pode ser relacionado com os dias atuais.
Se vc tem algum problema, alcool,não se pode ser mais velho(fato),o modo como as pessoas estão se relacionando esta mudando.
As pessoas não são mais humanas, meros objetos.
Esse livro veio para nus alertar.

Caroline Mendes disse...

No começo eu também senti um pouco de dificuldades, mas o livro é fantástico! Quem tiver opotunidade de ler, não pode perder! =D

Muito obrigada pelos comentários!

Marinho, F. disse...

Várias coisas!

1) Eu penso em The Sims. Já ouviu falar nesse jogo? Tá até perto de lançar o 3 (e já comprei, inclusive). Cada vez mais tenho me perguntado, quando jogo, se somos pecinhas de um computador onde alguém resolve brincar com nossos destinos. Mas aí eu penso em Deus... e no livre arbítrio e prefiro acreditar que não.

2) Certa vez, com mainha, conversei sobre essa coisa de seres humanos perfeitos. Daqui um tempo a genética será avançada o suficiente para que tiremos as melhores coisas do homem e da mulher... e o filho nascerá imune a diversas enfermidades e mais inteligente e mais isso e aquilo...

3) Se a gente realmente pensa sobre isso nos mínimos detalhes, percebemos que existe deturpações há muitos anos na sociedade puramente humana. Então, FATO, um problema.

http://espelhoinverso.blogspot.com/

Alison disse...

OTIMA INDICAÇÃO!
já ouvi falar desse livro minha amiga o leu!! "a.v"
Vou procurar ler...
ler é arte do saber, as vezes lendo algo , uma palavra , um poema , asvezes ao menos ouvinto uma musica, podemos recriar ideias , reciclar atitudes.

abrçs

≈ Larissa Mignon disse...

Creio que a humanidade há muito tem caminhado a passos largos para um futuro de futilidades como o descrito no livro. Mas não acho que esse seja o caminho certo já que você estaria eliminando a consiencia do proprio homem de que ele é um subcriador reduzinduo a um ser que só busca o prazer. As máquinas inicialmente tinham sido criadas pelo homem para servi-lo porém atualmente, e como muito mais enfaze no livro, os homens estavam "servindo" as máquinas. Creio que a nossa sociedade agora mais do que nunca deva rever os seus conseitos e para que não haja, futuramente, uma utopia.
Beijooo

BoY Dan ;D disse...

bom ter um site que represente a cultura o/